sábado, 19 de janeiro de 2013

Criança Rejeitada

A criança que não foi desejada


"a criança sente quando não é amada"

Segundo o que entendemos sobre a psicanálise a “criança precisa ser desejada”. Quando a mulher descobre que em seu ventre carrega um ser vivo, necessita de imediatamente amar esse feto incondicionalmente, mas se a mulher não esta preparada psicologicamente para ser “mãe”, ela rejeitara essa criança ainda no seu ventre.



A criança que não foi desejada sente desde da sua geração no ventre da mãe a rejeição daquela que deveria acolhe-la e ama-la. Toda a frustração que a mãe sente ela passa para o bebê durante a gestação.

     " o rejeitado sente sozinho num corredor vazio"

Após o nascimento e conforme a criança vai crescendo ela percebe a rejeição estampada no rosto da mãe, a criança procura ser passiva e obediente em troca de amor, mas geralmente essa busca é fracassada, pois ainda assim a mãe não consegue ama-la.




" a ausência do amor é como um espinho cravado no peito"

A criança cresce levando para a adolescência e a fase adulta essa cicatriz, se torna uma pessoa desconfiada, insegura, se sentindo inferior e muitas vezes merecedora dos maus tratos daquela que um dia a trouxe a vida. Desenvolve na sua vida afetiva dificuldade para se relacionar, caso esse adulto não souber lidar com essa frustração poderá no futuro fazer a mesma coisa com seu filho.
    

Nenhum comentário:

Postar um comentário